Tuno ad aeternum

Tuna Académica da Universidade de Coimbra com o maestro Leandro Alves, assinalando os 130 anos, no mesmo local onde aconteceu a estreia da Estudantina Académica de Coimbra de 1888 (fotografia de Armando Duarte).

Vista geral do Salão de São Tomás de Aquino.

No dia 1 de Dezembro de 2018, precisamente 130 anos depois, neste mesmo local (o salão de S. Tomás de Aquino do Seminário Maior de Coimbra), recordámos esse dia em que a Tuna se apresentou oficialmente à Universidade e à cidade. Em 1888 a Estudantina participou num sarau em benefício da “Sociedade Philantropica Academica”; em 2018, a TAUC organizou um concerto solidário a favor da Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro.

Este serão foi o momento escolhido para dar os PARABÉNS À TAUC! 130 anos!!! e para homenagear os nossos Tunos de Todos os Tempos, reconhecendo o trabalho e a dedicação de várias gerações.

Como síntese de uma dessas gerações mais antigas, que ainda hoje partilha connosco as suas experiências e alegrias, e como um extra-ordinário exemplo de dedicação a este organismo, homenageámos o nosso Tuno, o Ex.mo Sr. Prof. Doutor Polybio Serra e Silva, conferindo-lhe o honroso título de Tuno ad aeternum.

Momento da homenagem ao Prof. Doutor Polybio Serrra e Silva, ladeado por Paulo Lopes, Presidente da Direcção da TAUC e Adamo Caetano, Presidente da Mesa da Assembleia Geral (fotografia de Armando Duarte).

Polybio Serra e Silva entrou para a TAUC em 1945, ainda bicho (estudante de liceu), e desde então a sua actividade enquanto tuno e antigo tuno foi, e é, deveras intensa, extensa e frutuosa. Não cabe aqui resumir tudo o que concretizou, por exemplo, enquanto presidente da TAUC nos anos 50, ou como fundador e 1.º presidente da Associação dos Antigos Tunos da UC (AATUC) nos anos 80/90, etc, etc, interessa, isso sim, sublinhar a paixão e o amor que tem por esta casa, o entusiasmo e o orgulho que manifesta quando fala da nossa Tuna Académica da Universida de Coimbra, e o modo como nos inspira e estimula a trabalhar continuamente, incentivando-nos e torcendo para que a TAUC atinja os melhores êxitos.

Momento em que o Prof. Polybio Serra e Silva recebe das mãos do Presidente da Direcção da TAUC, Paulo Lopes, o documento que atesta a sua nomeação como Tuno ad aeternum (fotografia de Armando Duarte).

Com enorme alegria e reconhecimento, a actual geração de Tunos nomeou o Professor Polybio Serra e Silva, Tuno ad aeternum, e ele, ao seu estilo, enviou-nos hoje esta mensagem:

«Prezados Amigos
Muito reconhecido pela vossa lembrança quero rogar-vos que peçam, aos restantes elementos da TAUC, para viverem intensamente tudo o que ela lhes oferece, para poderem, tal como eu, e como diria Raposo Marques, aí virar mais uma gloriosa página do Livro de Ouro da minha vida:

É com enorme prazer,
Do fundo do coração,
Que vos quero agradecer
A honra do galardão.

Com o coração a tremer
Mas a alma mais serena
Hoje venho vos dizer:
-Afinal valeu a pena!

Digo, de forma oportuna,
Que afinal valeu a pena,
Porque a nossa Grande Tuna
Não é uma Tuna pequena.

É grande na execução
E na idade também,
Tendo um grande coração
Que só sabe fazer bem.

Muito grande na ternura,
Sem nunca provocar danos,
Vai mantendo esta postura
Há cento e trinta anos.

E, nesta eternidade,
A Arte que tem presente,
Não rouba a fraternidade
Que faz unir toda a gente.

Sinto-me extasiado
Por subir a tal craveira
E, desta forma, igualado
Ao saudoso Alves Ferreira.

E fica aqui para nós,
Que vale a pena viver,
Mais algum tempo, após
“Tuno ad aeternum” ser!

Com as mais calorosas e amigas saudações túnicas

Polybio
“Tuno ad aeternum”
09/12/2018 »

E pelo Polybio não vai nada, nada, nada?! 🙂 TUDO!!!

E pela TAUC não vai nada, nada, nada?! TUDO!!!

FRA!

A.C.

Esta entrada foi publicada em Divulgação. ligação permanente.